09 abril, 2015

Ataques de pânico porque aparecestes?

Olá princesas,

Hoje o post é bem diferente do habitual não falamos nada de beleza mas sim daquilo que me apareceu e que achei importante escrever sobre isto porque certamente algumas de vocês nem passa pela cabeça o que isto é!

Apareceu-me em Agosto de 2014 ia na auto-estrada para Lisboa de carro e senti que me ia acontecer o pior( felizmente não aconteceu). Comecei a sentir um frio/quente, tonturas, mau estar bem na verdade o meu pensamento foi vou morrer algo me vai acontecer e peguei no telemóvel liguei à minha mãe para me ir buscar porque a sensação não era as melhores fui para o Garcia de Orta e disseram-me que tinha vertigens.

E a "aventura" começa desde Agosto entre médicos porque não sabiam o que tinha fui a clinica geral onde me disseram que tinha uma otite ( ok ! mas não tinha dores de ouvidos) passaram-me para otorrino onde a médica me disse que nada tinha nos ouvidos que o mais provável é que fosse ataques de pânico e eu sem saber na verdade o que era isto mas após várias pesquisas pela internet fui pesquisando e descobri que todos os sintomas que tinha estava realmente associado aquilo que se chama ataques de pânico.

"Um estado de Pânico é um fenómeno físico resultante do processo de Ansiedade"

Entretanto fui fazer fazer sessões de psicoterapia não resultou fui para psiquiatria onde me receitaram os ansiolíticos onde tudo acalmou com os medicamentos! Mas actualmente não consigo fazer muita das coisas que fazia antes como andar sozinha.


Alguém passou/passa por esta situação ?

2 comentários:

  1. Eu tenho TAG - transtorno de ansiedade generalizada, basicamente é só ansiedade mas eles gostam de ser finos. Já estou a um ano assim, foi o acumular de tragédias familiares e a ultima deu cabo de mim deixando-me assim. Já estive pior do que estou agora mas continua a dificultar-me um pouco a vida. A primeira vez que me deu um "ataque" eu pensei que estava a ter um ataque cardíaco. Era igualzinho, mas era só ansiedade, todas as analises que fazia de sangue estava tudo normal, não apontavam para nada. Comecei a tomar antidepressivos, ansiolíticos, e uma catrafada de medicamentos que eu nem sei pronunciar. Andava adormecida, já nem me lembrava de quem era. Aquilo só tapava o que eu tinha, não curava. Optei pla via natural, encontrei um professor\medico que basicamente acompanhava a família toda. Ajudou-me e muito, os ataques diminuíram mas continuo com certos sintomas físicos, e o psicológico prega-nos partidas. "será que vai acontecer isto? e se acontece akilo?, doi-me isto será um cancro, aneurisma.." e lá vem as dores musculares, pontadas no peito,aceleração do ritmo cardíaco. Com o tempo, vai lá mas mudou por completo tudo.

    ResponderEliminar
  2. Um tive em 2013 um ataque de pânico, por sorte foi uma situação passageira.. Não sei a que se deveu, não estava numa altura de muito stress nem nada, felizmente foi só um, passou e espero que nunca mais volte a acontecer. É uma sensação horrível, não sei quanto tempo durou, durante uns tempos não tinha controlo nenhum sobre o corpo e estava em casa sozinha, felizmente estava a falar com uma amiga minha enfermeira que me foi dando indicações de como proceder e acalmando..
    Não voltei a ter nenhum ataque assim, mas sinto tonturas, pontadas no peito.. Sempre que sinto o coração a disparar sento-me e conto até 10, penso 'isto é só passageiro' e respiro fundo, em ultimo caso aninho-me em posição fetal e abano-me, é algo que me acalma e tem resultado até agora :)
    Espero que melhores e que encontres algo que te ajude a controlar essas sensações muito desagradáveis :)

    ResponderEliminar